Resenha: A Court Of Wings And Ruin – Sarah J. Maas

Título: A Court Of Wings And Ruin
Autor(a): Sarah J. Maas
Editora: Bloomsbury USA Childrens
Páginas: 705

Sinopse: Feyre has returned to the Spring Court, determined to gather information on Tamlin’s maneuverings and the invading king threatening to bring Prythian to its knees. But to do so she must play a deadly game of deceit-and one slip may spell doom not only for Feyre, but for her world as well. As war bears down upon them all, Feyre must decide who to trust amongst the dazzling and lethal High Lords-and hunt for allies in unexpected places. In this thrilling third book in the #1 New York Times and USA Today bestselling series from Sarah J. Maas, the earth will be painted red as mighty armies grapple for power over the one thing that could destroy them all. – via Skoob


ATENÇÃO: SPOILERS PARA OS LIVROS ANTERIORES

Feyre é obrigada a retornar para a Corte da Primavera e precisa fazer com que Tamlin acredite que Rhysand a maltratou durante os meses que ela passou na Corte Noturna. O plano de Feyre é reunir o máximo de informações sobre a muralha que divide o mundo imortal do mortal e sobre os exércitos do Rei de Hybern.

Enquanto isso Rhysand e sua corte começam os preparativos para guerra e precisam provar para os outros grão-feéricos que todas as informações negativas que eles possuem sobre a Corte Noturna são mentiras e que eles precisam se unir para lutar ou eles não terão a mínima chance de vencer a guerra.

Li os dois primeiros livros em português, mas a ansiedade era tanta que tive que ler essa conclusão da trilogia assim que foi lançada em inglês. E valeu a pena toda a expectativa porque esse livro é maravilhoso. Sem dúvida é o meu favorito dos três. O livro responde todas as perguntas deixadas pelo anterior, mas também abre outras questões e deixa as respostas para a imaginação do leitor.

Assim como nos outros livros da autora, as cenas de ação são muito bem escritas, dá quase para “ver” o que está acontecendo e assim fica impossível para de ler. O romance também é uma parte importantíssima dos livros e serve para diminuir a tensão e equilibrar o ritmo da trama, é claro que os shippers morrem a cada vez que tem uma cena mais quente.

No geral, a trilogia começou com um livro mediano e que dá uma certa vontade de desistir da leitura, mas ele acaba servindo como um prólogo (extremamente grande) para o resto da história. O segundo livro tem um ritmo lento, mas que flui bem, explica bastante da mitologia e do mundo feérico e apresenta personagens interessantes. O último livro mantém a enrolação no mínimo e entrega tudo que foi prometido dando desfechos para os protagonistas e para as tramas paralelas. Mesmo assim, o universo criado pela autora é muito rico e com certeza ainda vai ser explorado.

5/5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s