Resenha: Harry Potter And The Cursed Child – JK Rowling, Jack Thorne e John Tiffany

Harry_Potter_and_the_Cursed_Child_Special_Rehearsal_Edition_Book_CoverTítulo: Harry Potter And The Cursed Child
Autores: JK Rowling, Jack Thorne e John Tiffany
Editora: Scholastic Inc.
Páginas: 320

Sinopse: Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é muito fácil agora, já que ele é um funcionário cheio de trabalho no Ministério da Magia, um marido e pai de três crianças na idade escolar. Enquanto Harry luta com um passado que se recusa a ficar onde pertence, seu filho mais novo, Alvo, precisa lidar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. Enquanto passado e presente começam uma sinistra fusão, pai e filho aprendem uma verdade desconfortável, pois a escuridão vem de lugares inesperados – via skoob


“Harry Potter and The Cursed Child” não é bem o oitavo livro da saga, é apenas o roteiro da peça que está em cartaz em Londres. Apesar da história ser da Jk Rowling, o roteiro foi escrito por Jack Thorne e John Tiffany.

A trama começa no mesmo momento do epilogo de “Relíquias da Morte”, Harry e Ginny estão na plataforma 9 3/4 para embarcar os filhos no expresso de Hogwarts. Albus conta seu medo de ir pra sonserina e Harry acalma o garoto, que mesmo assim vai para a sonserina e se torna amigo de Scorpius Malfoy.

Os anos passam rapidamente e vemos que Albus sofre por sempre viver à sombra do pai e Scorpius não consegue se livrar de um rumor que diz que ele é filho de Voldemort e assim os dois garotos vão se tornando cada vez mais unidos e se distanciando dos pais.

Álbuns escuta o pai de Cedrico pedindo a Harry que volte no tempo e salve seu filho, Harry diz não. Porém Albus e Scorpius querem mostrar que tambem sabem ser herois e roubam um vira tempo para voltar no Torneio Tribruxo e salvar a vida de Cedrico. É claro que não dá certo e eles tem que voltar de novo para resolver todos os problemas que causaram, mas a cada viagem ao passado mais coisas mudam e os garotos acabam com um problema gigantesco nas mãos.

Não dá para julgar “The Cursed Child” como um livro, afinal ele só tem diálogos e algumas descrições rápidas de cena. Imagino que assistir à peça deva ser maravilhoso, já a leitura pode ser um pouco confusa. A história parecia saída de uma fanfic e por incrível que pareça até que eu gostei. A trama flui bem e tem muitos easter eggs, a cada página tem alguma coisinha ou aparece algum personagem que faz bater aquela saudade de ler a saga pela primeira vez.

Albus é um péssimo protagonista, ele reclama de tudo e qualquer coisa que ele faz errado ele coloca a culpa no Harry. Não estava nem na metade do livro e já queria matar ele. Mas qualquer chatice dele é compensada por Scorpius, quem diria que o filho do Draco seria tão fofo? Dá vontade de abraçar ele em todas as cenas.

No geral é uma história boa, acredito que depois que tanto tempo de espera era possível desenvolver algo melhor, que não parecesse tão confuso e que agradasse todos os fãs. Mesmo assim é um livro rápido de ler e que rende algumas horinhas de diversão.

4/5

4/5

postporrrrr

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s