Resenha: Coraline – Neil Gaiman

“Contos de fadas são a pura verdade: não porque nos contam que os dragões existem, mas porque nos contam que eles podem ser vencidos.”

IMG_2525

A jovem Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

Ebaaaa mais um livro do Gaiman. Eu simplesmente amo ele e amo Coraline, apesar do filme ser ótimo me arrependo de ter visto antes de ler o livro, porque amo descobrir o mundo de Gaiman junto com o escritor, deixar ele me contar como toda aquela magia funciona. Mesmo assim o filme não tirou nenhuma graça do livro.

É o primeiro livro dele voltado para o público infanto-juvenil. É um conto de fadas um pouco macabro. Se eu lesse quando era criança passaria umas 5 noites sem dormir, mas li uns dois anos atrás e simplesmente fiquei com um friozinho na barriga.

IMG_2524

Coraline é uma personagem inteligente e muito curiosa que muda para uma casa nova e quando seu pai não tem tempo para brincar com ela, a garota decide explorar a casa e sua vizinhança e encontra todos os tipos de coisas estranhas e mágicas. É fácil se identificar com ela e lembrar de como é ser criança.

Ela tem os vizinhos mais excêntricos do mundo e confesso que as duas irmãs velhinhas me deram um pouco de medo. O cara do circo dos ratos é meio nojento e me deu sono.

O meu personagem favorito é sem dúvida nenhuma o gato. Não sabemos que de lado ele está e é mais esperto que todos os personagens juntos. Ele tem as respostas mais sarcásticas para qualquer pergunta. Quero um gato falante para mim.

 – Gatos não têm nomes – disse.- Não? – perguntou Coraline.- Não – respondeu o gato. – Agora, vocês pessoas tem nomes. Isso é porque vocês não sabem quem vocês são. Nós sabemos quem somos, portanto não precisamos de nomes.”

O mundo que Coraline encontra atrás da porta na casa dela é igual ao dela, mas lá tudo o que ela não gosta na sua vida atual não existe, seus pais dão atenção e brincam com ela no “outro” mundo e isso faz com ela queira ficar lá mas nem tudo é o que parece e Gaiman nos mostra isso da forma mais aterrorizante possível.

É um livro que vale a pena ler e reler porque cada vez um detalhe novo chama a atenção. Tem também uma versão especial em quadrinhos que é incrível.

“Quando você tem medo e faz mesmo assim, isso é coragem.”

5/5

5/5

coralinepost2

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: Coraline – Neil Gaiman

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s