5 séries para fazer maratona

Dezembro está quase aí, trazendo junto com ele as aguardadas férias e as infinitas maratonas de séries naqueles dias em que a preguiça toma conta e levantar da cama é impossível. Então toma aí 5 séries para passar horas fazendo maratona. Tentei separar séries com temas e durações diferentes assim todo mundo pode se divertir.

raw-1

Pega a pipoca e se prepara:

the_oc_posters_02

The O.C (Finalizada – 5 temporadas)

A grande maioria das pessoas da minha geração cresceu assistindo The O.C então é uma obrigação nossa divulgar e enaltecer essa série maravilhosa para que todo mundo assista. The O.C tem uma trama até que simples, mas traz personagens marcantes (Seth fucking Cohen <3) e uma trilha sonora incrível. Na série Ryan é um garoto pobre e problemático que é adotado por uma família ryca de Orange County e precisa lidar com seus novos amigos, romances e seu passado. Se você nunca assistiu corre para ver porque vale muito a pena, se você já assistiu, não custa nada rever os melhores episódios.


481757

Outlander (2 temporadas até agora)

Claire é uma enfermeira que acabou de voltar da 2ª Guerra e vai passear pela Escócia com o marido, ao sair sozinha ela encosta em algumas pedras antigas e é jogada 200 anos no passado daquela região. Baseada nos livros gigantes de Diana Gabaldon, Outlander é aquela série que a gente pediu a deus. Tem uma história genial e a cada episódio melhora, uma protagonista feminina que é a definição de kickass, um mozão fofo e ruivo (com mtos nudes), cenários que dão vontade de fazer as malas e ir visitar e a dose certa de drama. Ou seja, o que você está esperando para começar a assistir e ficar com a música de abertura na cabeça por uns 2 meses.


mr_robot_ver7

Mr. Robot (2 temporadas até agora)

Como explicar uma série em que nem eu sei o que está acontecendo? Mr. Robot segue a vida de Elliot, um hacker brilhante que tem um emprego chato na área de TI, um dia tudo se complica quando Elliot é recrutado para se juntar a um grupo que planeja derrubar todas as grandes corporações mundiais. Mr. Robot é aquele tipo de serie que sua cabeça explode a cada episódio e quando parece que você finalmente entendeu alguma coisa, a serie berra na sua cara que você estava errado. A primeira temporada é uma obra prima e a segunda conseguiu superar essa genialidade e se colocar entre as melhores séries da história.


poster_da_quarta_temporada_de_orphan_black

Orphan Black (4 temporadas até agora)

Sarah é a típica garota problema que vê uma oportunidade de ficar ryca quando uma garota exatamente igual a ela se mata na sua frente. O que ela não esperava é entrar em uma confusão envolvendo clones e seu misterioso passado. Orphan Black é minha nova queridinha, enrolei por 4 temporadas para ver a série, mas quando comecei não consegui mais parar. A série tem personagens marcantes, uma história que é conectada do começo ao fim, e uma atuação maravilhosa de Tatiana Maslany, digna de todos os prêmios do universo. Tatiana Maslany interpreta em média 6 clones a cada episódio (mais algumas em participações especiais) e TODAS elas têm personalidades únicas, é até estranho ver fotos do elenco e entender que ela é só uma.


Print

Penny Dreadful (Finalizada – 3 Temporadas)

A última série da lista, mas não menos importante conta a história de Vanessa Ives e Ethan Chandler que se juntam a alguns amigos para combater demônios e monstros em Londres Vitoriana enquanto lidam com o futuro incerto de Vanessa. Penny Dreadful é uma série voltada mais para o terror e o seu grande diferencial é a presença de grandes personagens da literatura como Viktor Frankstein, Dorian Gray e Drácula. Além dos monstros e demônios, a série também trata de temas mais próximos da realidade mostrando os problemas mentais de Vanessa e como que a sociedade da época lidava com a “loucura”. Vale muito a pena assistir, se apaixonar pela Vanessa Ives, levar alguns sustinhos e chorar horrores. Aqui tem um post com mais informações sobre Penny Dreadful!

Espero que vocês gostem das indicações❤

postporrrrr

Resenha: Sete Minutos Depois da Meia Noite – Patrick Ness

sete-minutos-depois-da-meia-noite_1-jpg-1000x1353_q85_cropTítulo: Sete Minutos Depois da Meia Noite
Autor: Patrick Ness
Editora: Novo Conceito
Páginas 160

Sinopse: Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida. A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido. O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade. – via Skoob


Conor, um garoto de apenas 13 anos, se vê em meio ao caos quando os tratamentos de sua mãe param de funcionar e ela fica cada vez mais doente, seu pai não dá a mínima para ele e seu provável destino será morar com sua avó, uma estranha na vida de Conor. Na escola as coisas não vão muito bem também e Conor passa a ser ignorado por todos e sofre bullying dos valentões da escola.

Os pesadelos são constantes na vida de Conor, mas numa noite qualquer ele acorda a 00h07 e dá de cara com um monstro gigantesco feito de arvore. O monstro diz que veio contar três historias para Conoor e ao final delas, o garoto deverá contar uma história ao monstro na esperança de que a criatura o ajude.

“You do not write your life with words…You write it with actions. What you think is not important. It is only important what you do.”

Que livro maravilhoso é esse. Não tinha muitas expectativas quando comecei a leitura, mas o livro foi me ganhando e quando percebi tinha virado a noite lendo e não conseguia parar de chorar. Conor mostra uma extrema coragem diante de todas as adversidades e isso foi despertando meu interesse pelo personagem.

O monstro é um show à parte, no minuto em que ele aparece dá para sentir todo o poder e importância dele. Patrick Ness escreve tão bem os diálogos do monstro que é quase possível ouvi-lo falando do seu lado. As três histórias que ele conta são tão boas quanto a história do livro em si. Leria um livro só de contos do monstro sem problemas.

“Sete Minutos Depois da Meia Noite” é um livro que parece ter uma trama meio infantil, mas que cativa leitores de todas as idades e nos faz lembrar de toda a magia de ser criança.

“There is not always a good guy. Nor is there always a bad one. Most people are somewhere in between.”

5/5

5/5

postporrrrr

Resenha: Corte de Espinhos e Rosas – Sarah J. Maas

81caehclu4lTítulo: Corte de Espinhos e Rosas
Autor(a): Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 434

Sinopse: Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… Ou Tamlin e seu povo estarão condenados. – Via skoob


Feyre é uma jovem que perdeu tudo que tinha depois de seu pai entrar em algumas confusões, assim ela é obrigada a ir morar no meio do nablocoda e enfrentar a floresta para poder caçar e alimentar sua família. Numa dessas caçadas ela acaba matando um lobo gigante, que na verdade era um feérico em sua forma animal.

Segundo as leis feéricas, quando alguém mata outro sem motivo tem que pagar com a própria vida e o grão-mestre Tamlin vem cobrar essa dívida de Feyre e acaba levando a garota para a sua corte do outro lado da muralha. Na corte de Tamlin, Feyre descobre um mundo totalmente novo cheio de magia e segredos que podem culminar em uma terrível guerra. Ao mesmo tempo que Tamlin começa a se apaixonar pela estranha humana que pode mudar todo seu mundo.

Tive alguns problemas com esse livro porque não me conectei com os personagens no começo e não me importava muito com o que aconteceria com Feyre e muito menos com Tamlin. O romance dos dois não fazia sentido nenhum e ninguém explicava nada do que estava realmente acontecendo e isso foi irritando.

Porém, a partir da metade do livro as coisas começam a se encaixar e o personagens vão se desenvolvendo porque eles finalmente param para conversar e entender o mundo do outro. Uma história que parecia ser só um romance bobinho vai se transformando em uma aventura com uma protagonista com um grande potencial de crescimento.

A grande surpresa do livro foi Rhysand, um mozão sarcástico que até agora não sei se é bonzinho ou não, mas é um personagem que despertou meu interesse pela sua história.

Espero que o próximo livro traga mais desenvolvimento para os personagens e que a Sarah J. Maas expanda esse mundo para as outras cortes além da de Tamlin.

P.S: grazadeus a capa brasileira é diferente das estranhas capas gringas. Ficou tão bonita❤

4/5

4/5

postporrrrr

Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam

animaisfantasticosposter-divulga-o-1466432040Título: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Direção: David Yates

Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander chega à cidade de Nova York com sua maleta, um objeto mágico onde ele carrega uma coleção de fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam saindo da sua maleta.


PODE LER SEM MEDO DE SPOILERS!!!

Newt Scamander é um bruxo britânico que viaja para Nova York com sua maleta cheia de criaturas mágicas. Ao chegar lá, ele encontra o no-maj (trouxa) Jacob e rapidamente eles acabam numa confusão e deixam algumas criaturas fugirem, fazendo com que Newt tenha que resgatá-los antes que eles se machuquem ou machuquem alguém. Ao longo dessa jornada alguns detalhes do terrível Grindelwald são revelados e mostram que tempos sombrios estão por vir no mundo bruxo.

Essa é um resumo bem simples de filme, na verdade tudo é bem mais complexo e cada detalhe tem uma importância gigantesca. Então para evitar spoilers vou falar pouco da história e focar mais nos personagens e nos detalhes técnicos.

EU AMEI O FILME E VOU PROTEGE-LO. J.K. Rowling mostra mais uma vez que ela arrasa na hora de criar mundos incríveis e personagens extremamente reais. Quero rever o filme mais umas vinte vezes e talvez assim consiga pegar todas as referências do universo de Harry Potter. A mulher humilha nos plot-twists da vida.

Newt é aquele tipo de herói que você já começa a torcer para ele com 1 segundo de filme. Eddie Redmayne deve ser um bruxo, porque não é possível alguém se encaixar tão bem nesse universo. Newt é fofo, corajoso e extremante leal aos amigos, ou seja, um verdadeiro membro da Lufa-Lufa. Jacob funciona de ligação entre o universo mágico e os expectadores, tudo é explicado para ele e assim o expectador vai entendendo os termos mágicos e o funcionamento do mundo bruxo.

“Worrying means you suffer twice”

O girl power do filme fica por conta de Tina e Queenie, duas irmãs extremamente poderosas que ajudam Newt. Tina é aurora e investiga a fuga dos animais de Newt, já Queenie tem o poder de ler a mente das pessoas, o que rende boas risadas e um inesperado romance. Elas têm um potencial gigantesco que tenho certeza que vai ser explorado nos próximos filmes.

As criaturas são um show à parte, é uma mais fofa e mais poderosa que a outra. Newt vai explicando as características de cada uma e fiquei com a certeza que elas existem em algum lugar do mundo (e grazadeus Newt está cuidando delas). Kero os animais na minha maleta para ontem.

Os efeitos especiais estão incríveis, cada detalhe dos anos 20 estão ali, as magias são mais reais e são mostradas como normais no dia a dia dos bruxos, os animais têm texturas e movimentos suaves e uma interação limpa com o “mundo real”. Vale muito a pena assistir em 3D.

dddd6ea32bb547089e54d4476040bfe04405328d

Em geral esse é um filme de apresentação tanto do mundo quanto dos personagens que serão protagonistas nos próximos filmes que ao mesmo tempo mostra todo o potencial que a essa nova saga tem.

5/5

5/5

postporrrrr

Resenha: Uma Loucura Discreta – Mindy McGinnis

uma-loucura-discretaTítulo: Uma Loucura Discreta
Autor(a): Mindy McGinnis
Páginas: 388
Editora: Plataforma21

Sinopse: Boston, 1890. Asilo Psiquiátrico Wayburne. Grace Mae vive um pesadelo: forçada a passar seus dias reclusa num manicômio, em meio a insanos de todo tipo, sobressaltada por gritos de horror a cada noite. Grace não é louca. Apenas não consegue esquecer os terríveis segredos de família. Terríveis o suficiente para calar sua voz – jamais ouvida por ninguém, a não ser ela mesma, dentro de sua mente brilhante. Mas, quando uma crise emocional violenta traz sua voz à tona, Grace é confinada em um porão escuro. É nesse momento em que ela conhece o dr. Thornhollow, um estudioso de psicologia criminal. Dona de um olhar aguçado e de uma memória prodigiosa, Grace passa a auxiliar o médico em investigações. Ambos escapam para uma instituição mais segura em Ohio, em busca de amizade e esperança. Mas a tranquilidade dura pouco: surge um assassino em série que ataca brutalmente jovens mulheres. Grace seguirá no encalço do criminoso, mesmo tendo de enfrentar seus próprios fantasmas. – via Skoob


Filha de uma tradicional família de Boston, Grace Mae fica grávida de repente e como a sociedade de 1890 jamais aceitaria uma moça solteira e grávida, seu pai a manda para um manicômio até o bebê nascer. Na mente dele isso evitaria perguntas sobre como isso foi acontecer com a sua filha e colocaria Grace na linha de novo. É claro que ele está errado.

Indignada com toda a injustiça, Grace surta e o diretor do manicômio a manda para uma cela no porão. Quando Grace está quase sem esperanças surge o Dr. Thornhollow, um médico contratado para fazer cirurgias nos pacientes mais perigosos e um estudioso da mente dos criminosos. Rapidamente ele vê potencial em Grace e ao entender o motivo para ela estar ali e propõe um acordo: ele ajuda Grace em sua fuga e ela se torna uma assistente dele. Assim eles criam uma parceria e vão atrás dos criminosos mais perigosos do país.

Indo direto ao ponto: eu não gostei muito desse livro. O começo é muito interessante e promete uma história diferente, o mistério em torno de Grace faz o leitor se prender ao livro, mas essa promessa vai se perdendo em meio aos clichês de livros policias e a vontade de continuar a leitura diminuiu.

A autora até acha um caminho um pouco mais criativo para chegar ao grande final, mas a essa altura já não me importava mais com que o que acontecia com nenhum dos personagens. É um livro que teria tudo para ser bom, a protagonista chama atenção, a autora não suaviza as cenas que tem que ser violentas e até tem um certo terror psicológico rondando a história, mas a enrolação acabou tirando toda a possibilidade de aproveitar essa leitura. É uma pena. Mesmo assim é um livro que merece uma chance.

2.5/5

2.5/5

postporrrrr

Lidos e comprados de outubro

Outubro acabou faz alguns dias e eu só organizei as leituras do mês agora. E já adianto que comecei mais uma série e não terminei nenhuma. Li 7 livrineos e só comprei 2 por motivos de: black friday está quase aí.

Confira as leituras:

lidos-out

“Suicide Squad” é quase o roteiro do filme com algumas coisinhas a mais, não é nada inovador, porém para os fãs é uma leitura bem divertida. Em seguida li “A Monster Calls” (Sete Minutos Depois da Meia-Noite) e me encontro até agora chorando com a delicadeza que o autor escreve sobre um tema tão tenso. Já virou favorito da vida. Logo depois veio a escrita brusca e direta de Bukowski, “Hollywood” é um livro que mostra o que o Tio Buk sabe fazer de melhor. Aí veio o problema chamado “A Corte de Espinhos e Rosas” e digo problema porque eu esperava não gostar do livro, mas na verdade eu amei cada personagem e cada pedaço desse mundo criado por Sarah J. Maas. Agora tenho mais uma série gigante na lista.

Para um mês que estava indo tão bem, comecei a acreditar que não teria decepções, estava enganada. “Uma Loucura Discreta” promete uma história genial e diferente, mas entrega uma coleção de clichês chatos. Com alguns séculos de atraso, li “O Hobbit”, é uma história divertida com uma escrita brilhante, mas não cheguei no nível de amor pela saga digno dos fãs da série. Para fechar veio a fofura chamada “Confess”, que livro maravilhoso e quantos tapas na cara.

As comprinhas:

comprados-out

Espero que novembro traga ótimas ofertas de Black Friday❤

postporrrrr

Resenha: O Hobbit – J.R.R. Tolkien

117861525_1ggTítulo: O Hobbit
Autor: J.R.R Tolkien
Editora: WMF Martins Fontes
Páginas: 304

Sinopse: Prelúdio de “O Senhor dos Anéis”, “O Hobbit” conquistou sucesso imediato quando foi publicado em 1937. Vendeu milhões de cópias em todo o mundo e estabeleceu-se como um clássico moderno e um dos livros mais influentes de nossa geração. Bilbo Bolseiro é um hobbit que leva uma vida confortável e sem ambições. Mas seu contentamento é perturbado quando Gandalf, o mago, e uma companhia de anões batem à sua porta e levam-no para uma expedição. Eles têm um plano para roubar o tesouro guardado por Smaug, o Magnífico, um grande e perigoso dragão. Bilbo reluta muito em participar da aventura, mas acaba surpreendendo até a si mesmo com sua esperteza e sua habilidade como ladrão! – via skoob


Bilbo Bolseiro é um hobbit que vive tranquilamente na vila dos hobbits seguindo seus horários para comer e cuidar de sua toca. Num dia como outro qualquer um mago chamado Gandalf faz uma visita a Bilbo e o avisa que ele vai ter uma aventura inesperada, Gandalf vai embora, mas volta no dia seguinte com um bando de anões que precisam da ajuda de Bilbo.

Sem ter tempo para dizer não, Bilbo vai com os anões até as montanhas onde mora um dragão chamado Smaug, que há muitos anos roubou o tesouro dos anões. A jornada até as montanhas é recheada de perigos e inimigos assustadores que tentam de toda maneira impedir que eles cheguem ao seu destino.

Nunca assisti nenhum dos três filmes do “Hobbit” nem do “Senhor dos Anéis” e também nunca soube muito sobre a história, então fui ler “O Hobbit” meio que no escuro e isso acabou sendo muito bom porque me surpreendi muito com a história.

Eu gostei do enredo e torci muito pelo protagonista Bilbo, mas o que mais me chamou atenção foi a escrita do autor, Tolkien escreve como se estivesse conversando com o leitor, ele introduz os personagens como se apresentasse um velho amigo e vai fazendo comentários ao longo do livro.

Apesar de ter gostado bastante eu não consegui me apaixonar pela história, achei algumas partes arrastadas demais e os anões conseguiram me irritar a cada página que eles apareciam. Mesmo assim é um livro muito bom e que todos devem dar uma chance, afinal é um verdadeiro clássico.

3.5/5

3.5/5

postporrrrr